Garrafas de cerveja: cheias ou vazias? Seu ponto de quebra é suficiente para fraturar um cranio?

photo_1996_landscape_largeQualquer um com, azar de ter levado uma garrafada de cerveja na cabeça(mas a sorte de ter sobrevivido a) provavelmente tem algumas otimas perguntas em mente:

1. Por que eu?

2.Será que minha cabeça quebrou?

Stephan A. Bolliger e sua equipe de pesquisadores da Universidade de Berna, na Suíça, não podem ajudar com a primeira, mas considerada a probabilidade de responder a segunda em um estudo publicado nesta primavera no “Journal of Forensic and Legal Medicine”.

Na “19° entrega anual do premio Ig Nobel”, realizado na Universidade de Harvard, os membros da equipe de 2009 receberam o Ig Nobel da Paz por seu trabalho “Are Full or Empty Beer Bottles Sturdier and Does Their Fracture-Threshold Suffice to Break the Human Skull?” (Um estudo sobre garrafas de cerveja cheias e  vazias, seus pontos de quebra são suficientes para quebrar o crânio humano?). Genuinos ganhadores de Prêmio Nobel, trabalhando pela chamada ciência-humor para a revista “Annals of Improbable Research”, que entregam prémios em 10 categorias para “as experiências que primeiro fazem as pessoas rir, e depois as fazem pensar”.

Embora o Dr. Bolliger e seus colegas Steffen-Ross, Lars Oesterhelweg, Michael J. Thali, e Beat P. Kneubuehl-bash não dão garrafadas na cabeça dos outros, seu trablho diz que de acordo com a experiência dos próprios autores” a garrafa de meio litro de cerveja é comumente usado em brigas”, pelo menos, na Suíça. marcelinho_briga

Os pesquisadores estudaram traumas de corte e de contusão, em pessoas vivas e mortas que já haviam levado garrafadas em suas cabeças em brigas de bar. Para o estudo, eles deixaram cair bolas de aço a partir de diferentes alturas em garrafas cheias e vazias, que foram envoltos com uma camada de argila para simular a cabeça de uma pessoa comum.

O que encontraram foi surpreendente: Para quebrar as garrafas vazias foram necessarios 10 joules a mais de energia, que para quebrar as garrafas cheias. Por outro lado, uma garrafa cheia tem 70 por cento mais força de impacto. E finalmente(com base em testes anteriores envolvendo as cabeças de cadáveres): Cheia ou vazia, uma garrafa de cerveja é forte o suficiente para quebrar um crânio (que suporta forças que compreendem entre 360 e 990 kg) antes dela mesma quebrar.

A equipe concluiu que “Essas garrafas deveriam ser proibidas em situações que envolvem risco de ocorrer conflitos humanos”.

Bem opinião pessoal deste que vos fala: CARA fantastico, sempre quis sabre o estrago que um garrafada poderia causar, ja quis muitas vezes fazer isso, mas graças a Deus, Mephistopheles, Alah, Buda, Zeus, Ganesh ou seja la quem eu vou encontrar quando eu for dessa pra melhor, nunca precisei, e agora sabendo que posso matar uma pessoa é que nunca irei fazer mesmo.

Ps: Deve ter machucado…

2 Respostas to “Garrafas de cerveja: cheias ou vazias? Seu ponto de quebra é suficiente para fraturar um cranio?”

  1. Oi!

    Logo, logo o New Critical Order vai virar um blog de divulgação científica!😀

    IgNobel da Paz muito merecido!

  2. kkkkkkkkkkkkk só se for lá na suiça q as garrafas é assim ou minha cabeça é dura literalmente q ja me quebrarão umas 2 garrafas na cabeça e nem doeu se bem q eu tava bebado mais galo num criou e nem ferimento

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: