Arquivo para janeiro, 2010

Moto dos meus sonhos

Posted in Homem on 27 de janeiro de 2010 by Luis Claudio Melo

Ps: A moto é Totalmente contra a lei seca, mas que é foda é…

Jung – Vida e Obra – Uma memória biográfica

Posted in Literatura on 27 de janeiro de 2010 by Luis Claudio Melo

26/11/2003. “Jung – Vida e Obra – Uma memória biográfica”, de Barbara Hannah. O seguinte trecho me impressionou muito:

“Naquele tempo, encontrava-se próximo ao que chamava o ponto médio da vida, o qual situava por volta dos 35 anos. Jung muitas vezes enfatizou que a tarefa da primeira metade da vida seria a de deitar raízes na vida exterior. Ao construir a casa em Kusnacht, Jung havia dado conta dessa tarefa: ele havia adquirido prestígio dentro de sua profissão, tanto na Europa quanto na América, estava casado, a família aumentava e ele tinha agora sua própria terra e sua casa, onde finalmente poderia fixar suas raízes. Com efeito, mudou-se para Kusnacht com o firme propósito de abandonar o exercício exterior de sua profissão para dedicar-se à pesquisa.
Jung costumava dizer que ocorre uma mudança de direção depois do ponto médio da vida, chegando, então, o tempo de estabelecer raízes interiores. O objetivo não é mais o mundo, mas volta-se mais para uma ampliação e consolidação da personalidade. Acima de tudo, a meta da segunda metade da vida deixa de ser o mundo, passando a ser, em última análise, a inevitabilidade da morte. Esse é um objetivo repleto de sentido, muito embora em nossos tempos de materialismo exacerbado habitualmente se ignore tal fato. Isso não quer dizer que deixem de existir as obrigações com a vida na segunda metade dela; acontece que não mais precisamos ir em busca do mundo, por assim dizer, mas quando o mundo vem nos exigir somos obrigados a dar conta daquilo que nos solicita. Com efeito, o próprio Jung, embora não mais buscasse as tarefas de sua profissão, sempre aceitou suas obrigações quando vinham até ele. De modo que, quando deixou de iludir-se de que poderia deixar para trás o seu exercício profissional, ele por fim aceitou esse fato e deu início ao processo vitalício de dividir seu tempo e sua energia entre duas tarefas aparentemente conflitantes: um exercício profissional em expansão e a investigação de um conhecimento esquecido acerca do passado, suas novas idéias e seus escritos.”
 
Relendo em 2007:”Uma das coisas mais perturbadoras para todos os clérigos que levam seu ofício a sério – e para as famílias deles – é o olhar atento e crítico dos fiéis e dos conhecidos a tudo o que eles fazem ou dizem. Geralmente espera-se deles algo diferente, e é difícil sentir-se aceito como um ser humano comum.

Isso, penso eu, no fundo é resultado do fato de o cristianismo ser uma religião cujas metas são inacessíveis, pois ela não concede espaço suficiente para o lado sombrio do homem e, para todos os efeitos, tampouco para o lado sombrio de Deus. Todos os cristão sofrem constantemente de um mal de consciência, por acreditarem que deveriam estar vivendo uma perfeição completamente inatingível. Eles ingenuamente esperam que os clérigos saibam como fazê-lo, daí suas expectativas. Mas, uma vez que tais expectativas são inevitavelmente frustradas, sentem um tremendo sentimento de alívio, ou mesmo triunfo, quando observam as limitações dos pastores e de suas famílias.”

Livia D-X

O Que Aprendi Ficando Bebado: (ou vendo os outros ficarem)

Posted in Homem, Humor on 27 de janeiro de 2010 by Luis Claudio Melo

Nunca, mas NUNCA, e quando eu digo nunca é NUNCA MESMO use seu Celular…

Porque o D-X do Nome…

Posted in Homem, Variedades on 25 de janeiro de 2010 by Luis Claudio Melo

Hoje vou explicar o Motivo para Usar o D-X ao final de meu nome.

Para quem me conhece sabe que sou fã incondicional de Luta Livre.

– “Po Luis mas aquilo tudo não é mentira?”

Sim é mentira, mas funciona como uma novela, mas uma novela para homens, tem Humor, Romance, Ação, Aventura e o melhor: tudo, mas tudo termina dentro de um ringue com eles resolvendo no sopapo. Mesmo sendo mentira nunca sabemos qual será o resultado. Fora que você tem que ser um atleta fora do comum para nã matar seu companheiro de ringue nem se matar ou se quebrar inteiro como mostra esse video a seguir.

Sim é mentira, mas PQP vai me dizer que não sinistro???

Agora o por que do D-X

O D-Generation X (normalmente conhecidos por DX) foi uma facção do programa RAW da World Wrestling Entertainment (WWE). A sua gimmick é a de um grupo de rebeldes que fazem e dizem tudo o que lhes apetece, independentemente de quão provocativo seja. Os DX são considerados um dos mais populares stables na história do wrestling profissional. A fase original do grupo foi entre 1997 e 2000, tendo havido várias mudanças de membros nessa fase. Após uns regressos esporádicos em 2000 e 2002, os DX regressaram definitivamente em Junho de 2006 com Triple H e Shaw Michaels. Em janeiro de 2007, o Stable acabou após uma lesão de Triple H

Os DX foram influenciados pelos nWo da WCW (ainda que Vince McMahon o tenha negado em variadas situações), e foram criados para combater a WCW na guerra das audiências. Foi também um dos dois factores principais que contribuíram para a consolidação da Attitude Era da World Wrestling Federation (juntamente com Stone Cold Steve Austin). Curiosamente, os DX e os nWo, ao longo da história, tiveram membros comuns do antigo stable Clique.

Em 29 de Setembro de 2008 Shawn Michaels escolhe Triple H para ser seu parceiro de luta contra Lance Cade e Chris Jericho, fazendo a DX regressar por uma noite.

Sem contar que regressaram mais uma vez na RAW Episódio Numero 800 contra Miz & Morrison,onde a D-Generation X saíu vencedora.

A DX regressou para valer (não apenas para uma luta, como estava sendo feito antes) na RAW do dia 17 de Agosto de 2009, mas os únicos membros são Triple H e Shawn Michaels. DX e The Legacy se enfrentaram no Summerslam, e DX venceu a luta, embora mais tarde derrotaram DX em uma Submissions Count Anywhere match no Breaking Point. No pay-per-view WWE Hell in a Cell, D-Generation X venceu The Legacy (Cody Rhodes e Ted diBiase) numa Hell in a Cell match. Os DX foram ainda os co-capitães da equipa Raw no WWE Bragging Rights, acabaram por perder contra a equipa SmackDown, graças a um acto muito pouco generoso de Big Show, que aplicou um Chokeslam ao membro da sua equipa, Kofi Kingston, onde Chris Jericho acaba por fazer a cover, dando assim a vitória à equipa do Smackdown. Atualmente são Unified WWE Tag Team Champions da WWE. Triple H e Shawn Michaels defenderam Unified WWE Tag Team Titles três vezes, em lutas contra Jeri-Show (Chris Jericho & Big Show), The Hart Dynasty e contra Big Show e Chavo Guerrero

Aqui segue a musica tema deles:

E alguns momentos engraçados:

Ps: And if you’re not down with that, We’ve got two words for ya…

SUCK IT!!!

SÓ CRASSICOSSSSSS

Posted in Humor, Musica on 25 de janeiro de 2010 by Luis Claudio Melo

Ps: O Cesar Maia quebrou a firma…

Pensamentos Profundos, por Luis Claudio D-X

Posted in Homem, Mulher, Variedades on 25 de janeiro de 2010 by Luis Claudio Melo

“PASSADO DE MULHER É IGUAL A COZINHA DE RESTAURANTE: MELHOR NÃO CONHECER SENÃO VOCÊ NÃO COME.”

Em homenagem a… Você sabe que é você!!!

Trailer Oficial Do Homen Aranha 4

Posted in Cinema on 22 de janeiro de 2010 by Luis Claudio Melo

Vi na Comunidade Humor Negro